Sábado
19 de Janeiro de 2019 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 4106-2842
WhatsApp/Telegram/SMS: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
38ºC
Min
27ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Rio de Janei...

Máx
37ºC
Min
28ºC
Pancadas de Chuva a

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,26 4,26
LIBRA ES ... 4,84 4,84
GUARANI 0,00 0,00

Últimas notícias

Mantida condenação de réu que matou amigo por dívida de R$ 600

Pena imposta foi de 12 anos de reclusão.         A 16ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão do Tribunal do Júri que condenou a 12 anos de reclusão, em regime inicial fechado, réu que matou amigo que lhe devia R$ 600. A confissão do acusado e os depoimentos das testemunhas, além de o crime ter sido cometido por motivo fútil e com recurso que impossibilitou a defesa do ofendido, foram peças consideradas essenciais no julgamento.         O acusado contou que mantinha relação de amizade com a vítima, que lhe pediu emprestado a quantia de R$ 600. O ofendido solicitou, por duas vezes, uma nova oportunidade para quitação do valor, mas não honrou o débito. Certa noite, num bar onde se encontrava a vítima, o réu apareceu e efetuou contra ela dois disparos de arma de fogo, na cabeça e no ombro esquerdo.         O relator do recurso, desembargador Adalberto José Queiroz Telles de Camargo Aranha Filho, manteve decisão do Tribunal do Júri: “Com efeito, os senhores jurados tomaram ciência das provas constantes dos autos, e fizeram delas a base da resposta positiva no que diz respeito à autoria delitiva e a qualificadora. A decisão atendeu às provas existentes no processo e não foi arbitrária, não comportando aperfeiçoamento por esta instância recursal”.         O julgamento, unânime, teve a participação dos desembargadores Leme Garcia e Newton de Oliveira Neves.           Processo nº 0014804-22.2014.8.26.0506                    imprensatj@tjsp.jus.br
11/01/2019 (00:00)
Visitas no site:  198237
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.