Segunda-feira
14 de Junho de 2021 - 
Telefone Fixo/WhatsApp: (21) 2524-4508
Telegram/SMS: (21) 99627-5880
Endereço: Avenida Presidente Vargas 3131, sala 604, Cidade Nova, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20010-030
Próximo às estações Cidade Nova, Estácio e Praça XI do Metrô.
Próximo à Prefeitura, à Leopoldina e à Praça da Bandeira

Controle de Processos

Notícias

Newsletter

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,12 5,12
EURO 6,19 6,20
LIBRA ES ... 7,22 7,22
GUARANI 0,00 0,00

Conheça o caminho para a criação de partido político no Brasil

Para lançar candidatos e participar de uma eleição, o partido político deve ter seu registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até seis meses antes do pleito. Parece uma tarefa fácil, mas a criação de uma legenda é um processo longo e repleto de exigências legais, o que leva muitos partidos a ficarem pelo meio do caminho. Atualmente, o Brasil tem 33 partidos políticos aptos a lançar candidatos para disputar as Eleições de 2022. Outros 78 estão em um dos variados estágios do processo de formação elencado na Resolução TSE nº 23.571/2018 e na Lei nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) para que possam funcionar efetivamente como agremiações partidárias. Tais normas disciplinam a criação, a organização, a fusão, a incorporação e a extinção dos partidos. O primeiro passo para a criação de uma legenda é a elaboração do programa e do estatuto da agremiação pelos fundadores, que devem ser, no mínimo, 101 eleitores em pleno exercício dos direitos políticos e com domicílio eleitoral em pelo menos um terço dos estados brasileiros. Em seguida, a agremiação deve ser registrada no Cartório de Registro Civil de Brasília e obter um número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) para que possa existir de fato e de direito. Apoiamento mínimo Após o registro no cartório, momento em que o partido em formação adquire personalidade jurídica, começa a etapa mais difícil: obter o apoiamento mínimo de eleitores para materializar o caráter nacional da nova sigla e viabilizar o registro, no TSE, do seu estatuto – documento que disciplina as normas internas relativas ao funcionamento, à administração e ao patrimônio do partido político. O apoiamento mínimo consiste no colhimento, no prazo de dois anos contados da aquisição da personalidade jurídica, das assinaturas de eleitores não filiados a um partido político, correspondentes a, pelo menos, 0,5% dos votos válidos dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados, não computados os brancos e nulos, que deverão estar distribuídas em pelo menos nove estados, com um mínimo de 0,1% do eleitorado que haja votado em cada um deles. Atualmente, com base no total de votos dados nas Eleições de 2018 para a Câmara dos Deputados, os partidos em formação devem coletar um total de 491.967 assinaturas em pelo menos nove unidades da Federação. Registro A última etapa consiste no processo de Registro de Partido Político (RPP), que envolve a inscrição dos órgãos partidários nos Tribunais Regionais Eleitorais nos estados e o registro do estatuto e do órgão de direção nacional no Tribunal Superior Eleitoral. Somente após registrado o estatuto no TSE é que o partido poderá participar do processo eleitoral, receber recursos do Fundo Partidário e ter acesso gratuito a tempo de rádio e televisão. No ano passado, o Plenário do Tribunal negou pedidos de registro de duas agremiações que não conseguiram recolher as assinaturas necessárias no prazo de dois anos: o Partido Federalista (PF) e o Partido Nacional Corinthiano (PNC). O TSE disponibiliza uma lista dos partidos em formação, bem como a relação de assinaturas que estão em prazo de impugnação.  Acesse mais informações sobre partidos políticos no Portal do TSE. MC/LC Tags: #Legislação partidária #Partido político #Tribunal Superior Eleitoral Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Últimas notícias postadas Recentes Em debate na Câmara, presidente do TSE diz que mudar sistema de votação "é mexer em time que está ganhando" Barroso respondeu a perguntas sobre a implantação do voto impresso e uma maior representatividade das mulheres nas eleições Você sabe o que é transfugismo partidário? O Glossário esclarece Serviço do Portal do TSE explica para o público expressões utilizadas pelos operadores do Direito Eleitoral Colégio de Ouvidores da JE lança edital para publicação de artigos em comemoração aos 10 anos Material deve ser enviado até o dia 20 de julho; trabalhos selecionados farão parte da obra “COJE, Informação, Sustentabilidade: Edição Especial de 10 anos”
09/06/2021 (00:00)
Visitas no site:  408373
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.